Por que devemos falar em transformação criativa para os profissionais do Direito?

Atualizado: Abr 6

Para falar sobre transformação criativa, vamos começar do começo.


De acordo com o relatório feito pelo fórum econômico mundial de 2020, a digitalização levará 50% dos profissionais a se requalificar até 2025. Ou seja, o conhecimento acadêmico, ou da área profissional, não será suficiente para atender as necessidades das pessoas e das empresas daqui alguns anos. O que, em suma, significará a necessidade de uma transformação criativa no meio jurídico.


Sim! nós estamos passando por mudanças de forma muito rápida.


E um dos principais motivos que impulsionam estas mudanças é o uso das tecnologias disruptivas no nosso dia a dia.


Elas geram novos modelos de negócios, além de responderem as nossas necessidades com mais rapidez e eficiência.


As empresas de tecnologia aprimoraram a sua capacidade intelectual e a forma de resolver problemas e assim, mudaram o mundo da forma que conhecíamos.


E agora, o direito também deve responder a estas transformações criativas e precisa se adaptar.


Dito isso, fique calmo (a)!


Sabemos que todo aprendizado é um processo progressivo.


Para conquistar novas habilidades, basta estar aberto a mudanças, ter um pouco de paciência e dedicar um tempo do seu dia a aprender.


Em seguida, vamos mostrar quais são as habilidades que o fórum econômico mundial elencou como essenciais ao profissional do futuro, assim você já pode ir se preparando ;)



Habilidades necessárias para o profissional do futuro:


1) Pensamento analítico e inovação


2) Aprendizagem ativa


3) Capacidade de resolver problemas complexos


4) Pensamento crítico


5) Criatividade, originalidade e iniciativa


6) Capacidade de liderar e influenciar


7) Monitorar e usar tecnologia no trabalho


8) Resiliência e raciocínio voltado a resoluções